Federação das Colectividades de Cultura e Recreio do Concelho de Santa Maria da Feira | colectividades | site admin | webmail
O texto vai aparecer aqui. Nao remover este texto.
Fecofeira - Federação das Colectividades de Santa Maria da Feira

FANTASIA SOBRE FANTASIA - Actividades - Música

09-06-2011 em Santa Maria da Feira

O concerto "Fantasia sobre fantasia" da Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música, está inserido na programação do Festival Internacional de Música de Verão em Paços de Brandão, agendado para o próximo dia 9 de Junho, no Grande Auditório do Europarque em Santa Maria da Feira.

 

 

ORQUESTRA SINFÓNICA DO PORTO CASA DA MÚSICA

 

Christoph König maestro titular

 

Emilio Pomàrico maestro convidado principal

 

A Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música tem sido dirigida por reputados maestros, tais como Andris Nelsons, Reinbert de Leeuw, Vasily Petrenko, Tugan Sokhiev, Martin André, Peter Rundel, Yves Abel, Joseph Swensen, Takuo Yuasa, Pablo Heras-Casado, Olari Elts, John Storgårds e Joana Carneiro. Tem-se apresentado com solistas da craveira de António Meneses, Håkan Hardenberger, Andreas Haefliger, Boris Berezovski, Natalia Gutman, Christian Lindberg, Marc-André Hamelin, Sequeira Costa, Simon Trpceski, Gerardo Ribeiro, Lise de la Salle, Ana Bela Chaves, Martin Grubinger, Midori, Jean-Efflam Bavouzet, Lisa Milne, Birgit Remmert, Joyce DiDonato, Elisabete Matos, Anssi Karttunen ou Steven Isserlis. Trabalhou com alguns dos mais importantes compositores da actualidade, nomeadamente no âmbito das Residências na Casa da Música, tais como Emmanuel Nunes, Magnus Lindberg, Jonathan Harvey e Kaija Saariaho.

Num futuro próximo é dirigida por novos maestros convidados, entre os quais se destacam Michail Jurowski, Matthias Bamert e Andrew Litton, e trabalha com solistas como Till Fellner, Kari Kriikku, David Wilson-Johnson, Brandford Marsalis, Christoph Prégardien ou Daniel Müller-Schott.

A acção da Orquestra é muito abrangente, incluindo concertos com jazz, fado ou hip-hop, o acompanhamento de projecção de filmes e uma actividade regular de concertos comentados. O compromisso com a área educativa tem grande dinamismo, com destaque para o projecto "A Orquestra vai à escola", que todos os anos percorre várias escolas da região, workshops de composição para jovens compositores e masterclasses de direcção com o conceituado maestro e pedagogo Jorma Panula. Para além de realizar mais de cinquenta concertos por ano na Casa da Música, a Orquestra tem vindo a incrementar as actuações fora de portas: em 2010 apresentou-se na Konzerthaus de Viena, no Auditório de Santiago de Compostela e no Grande Auditório Gulbenkian em Lisboa, e em 2011 tem concertos agendados na Philharmonie do Luxemburgo, deSingel em Antuérpia, Conzertzaal de Tilburg e Doelen em Roterdão, para além de regressos a Santiago de Compostela e ao Centro Cultural de Belém em Lisboa. Em 2010-2011 apresenta a integral das sinfonias de Mahler. A Orquestra gravou recentemente obras de Jonathan Harvey, Schönberg, Prokofieff, Sibelius, Kaija Saariaho, sendo de destacar a edição de "Follow The Songlines" para a editora Naïve. Em 2010 foram editadas novas gravações realizadas ao vivo na Casa da Música: o CD duplo "Música Sinfónica Portuguesa dos Séculos XX e XXI" e um outro CD com obras de Jorge Peixinho.

 

A origem da Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música remonta a 1947, ano em que foi constituída a Orquestra Sinfónica do Conservatório de Música do Porto, mais tarde integrada na Emissora Nacional. Desde então teve diversas designações, passando a Orquestra Nacional do Porto em 1997, nome com o qual alcançou a formação sinfónica em 2000. Engloba actualmente um número permanente de 94 instrumentistas, o que lhe permite executar todo o repertório sinfónico desde o Classicismo ao Século XXI. A Orquestra é parte integrante da Fundação Casa da Música desde Julho de 2006.

 

 

Neil Thomson direcção musical

 

Neil Thomson é um dos maestros e professores britânicos mais respeitados da sua geração. Nasceu em 1966 e estudou com Norman Del Mar no Royal College of Music e mais tarde em Tanglewood com Leonard Bernstein e Kurt Sanderling. Conhecido pela dimensão e variedade do seu repertório (da Paixão segundo São Mateus ao Feiticeiro de Oz, passando por tributos no formato big band a Sinatra e Nat 'King' Cole e pelo épico Gruppen de Stockhausen), desenvolve actualmente uma carreira que combina actuações em palco e o ensino, levando-o a visitar todo o mundo.

Dirigiu e gravou com a Orquestra Sinfónica de Londres e a Philharmonia (com Steven Isserlis), e nos últimos cinco anos trabalhou com a Royal Philharmonic Orchestra, Orquestra Filarmónica de Londres, Sinfónica da BBC, Orquestra Real Nacional Escocesa, Sinfónica Aarhus na Dinamarca, Sinfónica Nacional da Lituânia, Orquestra do Teatro Massimo em Palermo, Sinfónica de Yucatan no México, Orquestra de Câmara da Lituânia e RTE Concert Orchestra. Em Maio de 2005 foi convidado para dirigir a Concerto em Memória do 50º aniversário de George Enescu com a Orquestra Nacional Romena em Bucareste e os solistas David Geringas e Carmen Oprisanu. Desde 2008 estreou-se com grande sucesso (e convites imediatos para regressar) com a Orquestra Sinfónica de Israel, Orquestra da Hallé, Orquestra Nacional do Porto e WDR de Colónia.

Apresenta-se regularmente ao lado de muitos solistas prestigiados incluindo Sir James Galway, Dame Moura Lympany, Sir Thomas Allen, Dame Felicity Lott, Philip Langridge, Sarah Chang, Steven Isserlis, Julian Lloyd Webber, David Geringas, Natalie Clein, Gyorgy Pauk, Brett Dean, Jean-Philippe Collard, Peter Jablonski e Sir Richard Rodney Bennett.

Nas suas colaborações futuras incluem-se o Concerto para violoncelo de Schumann com Steven Isserlis, o Concerto para piano nº 2 de Liszt com Stephen Hough e a estreia do novo Concerto para percussão de Joe Duddell com Dame Evelyn Glennie no Cheltenham Festival. Entre 1992 e 2006 chefiou o departamento de Direcção de Orquestra no Royal College of Music - o mais novo titular do cargo desde sempre (ocupado primeiramente por Sir Adrian Boult em 1916 e depois por maestros como Sir Malcolm Sargent, Constant Lambert, Vernon Handley e Norman Del Mar). Tornou-se Membro Honorário do Royal College of Music em 1994 devido aos serviços prestados à instituição e conquistou uma reputação invejável como director de orquestra.

As suas aptidões naturais como comunicador fizeram aumentar também a já crescente reputação como professor na Europa. Foi convidado duas vezes para as masterclasses patrocinadas pela União Europeia em Vilnius (Lituânia) e foi Professor Convidado no Mozarteum em Salzburgo, Academia de Música de Cracóvia e Conservatório "Arrigo Boito" em Parma. Em 2002 foi convidado por Lorin Maazel para integrar o júri da fase europeia do Concurso Maazel de Direcção e, em 2007, fez parte do júri do Concurso Internacional de Direcção Eduardo Mata na Cidade do México, ao lado de Gunther Schuller.

 

Dezembro 2010

 

Tipos de Actividades
Cultural
Cinema
Teatro
Desportiva
Música
Folclore
Últimos Destaques
ASSEMBLEIA-GERAL ORDINÁRIA
FORMAÇÃO EM DIREÇÃO DE CENA E DE ATORES
FORMAÇÃO DE DIRIGENTES-OBRIGAÇÕES DECLARATIVAS
FORMAÇÃO SOBRE INSTRUMENTOS TRADICIONAIS
CANDIDATURAS ABERTAS PARA PROJETOS DE ANIMAÇÃO - V.M. 2016
Últimas Actividades
LANCAMENTO DO LIVRO - MEMÓRIAS FOTOGRÁFICAS
XX ENCONTRO DE CANTARES DE JANEIRAS
XIV ENCONTRO DE GRUPOS DE CANTADORES DE JANEIRAS E DE REIS
O ÚLTIMO BAILE DO SR. JOSÉ DA CUNHA
FESTIVAL DOCE
Últimas Notícias
É PRECISO RENTABILIZAR E PARTILHAR RECURSOS
ASSOCIATIVISMO CULTURAL MOVIMENTA MAIS DE 4 MILHÕES POR ANO
PS RECLAMA APROVAÇÃO DO PAAC ANTES DO FIM DO ANO
© Copyright - Federação das Colectividades de Cultura e Recreio - desenvolvido por Wincode
topo